Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Aerdna no Mundo?

A definição da palavra "mundo", não é restrita. A minha preferida, engloba os vàrios conjuntos de realidades concretas e imaginadas. Aqui veremos o mundo pela escrita de Aerdna.

Aerdna no Mundo?

A definição da palavra "mundo", não é restrita. A minha preferida, engloba os vàrios conjuntos de realidades concretas e imaginadas. Aqui veremos o mundo pela escrita de Aerdna.

Quanto custa (€) uma conquista?

Tempo,

Dedicação,

Perseverança,

….

 

1 conquista.jpg

 Imagem no site.

A vida das pessoas é feita de constante conquistas. São tantas que nem paramos para pensar nelas. Avaliamo-nos quase sempre pela conquista seguinte, sem perceber o caminho cheio delas que deixamos atrás.

 

Primeiro conquistamos a vida:

 

Nascer é uma luta. Para quem nasce e, para quem nos dá à luz. Mas é normal não estar acessível na memória de ninguém a luta do “nascer”.

Depois vem a conquista do sorriso, dos dentes, do movimento, da fala, da comunicação e da independência,...

É na luta da Independência que eu creio que vamos começando a fazer as nossas primeiras conquistas conscientes.

 

Depois de muita insistência, e anos a demonstrar bom comportamento, conquistamos a confiança dos nossos pais/responsáveis. Já podemos sair com os amigos, definir a maior parte da nossa rotina diária, decidir o que vestir e até o que comprar, …

 

Depois de anos a ver, a ler, a observar conquistamos o primeiro amor. Experimentamos pela primeira vez, a sensação de borboletas no estomago, os ossos líquidos, a temperatura fora de controlo e achamos o máximo.

 

Décadas de estudo das mais diversas matérias, recebemos o diploma. Conseguimos.

 

Preparamo-nos, enfrentamos o nervoso, e depois da experiência de várias entrevistas conseguimos conquistar um posto de trabalho. Mais um passo.

 

Provavelmente não é o trabalho dos nossos sonhos, mas já embarcamos na aventura. O limite? Não sabemos.

 

E com a primeira relação séria? São precisas inúmeras conquistas. É preciso acertar ponteiros, conhecer quem somos, perceber os limites até onde estamos dispostos a ceder e, depois conquistar o equilíbrio com o outro. É uma constante conquista.

 

Ter um filho é a Conquista.

Conquistar uma vida equilibrada (não necessariamente a ideal). Conquistar todas as mudanças que uma nova vida implica. Rotinas do avesso, preocupações para a vida, partilhar, confiar, ter fé. Tudo tem de ser conquistado para se poder praticar.

 

E tantas outras conquistas que poderia descrever, mas vou abreviar.

 

Em nenhuma, destas conquistas, eu entendo como pode ser alcançada usando o dinheiro. Não existe.

Mas tropeço todos os dias em pessoas que o(€) buscam, para dar sentido às suas conquistas.

 

Com os olhos postos no objectivo (€), não conseguem ver mais nada e perdem a magia da vida.

 

Também são “aos montes” as que se deixam dominar pelo medo, que nem percebem o que conquistaram, perdendo a oportunidade de medir a sua força interior e de perceberem quem são.

 

Não sei se é porque programam, desde pequenos, a nossa lista de conquistas para a vida. Não sei se é por medo de descobrirmos o tamanho do nosso potencial. Não sei.

 

Sei que é uma pena não percebermos as nossas conquistas e as valorizarmos.

Perceberíamos muito melhor quem somos e com certeza saberíamos o que esperar do futuro sem medos.

Dependeríamos muito menos da opinião alheia, que nunca conhece os pormenores e condições em que as nossas conquistas foram feitas e, por isso não têm real capacidade de as avaliar.

Mas têm capacidade de nos influenciar os espirito? E isso é culpa nossa.

1 durma-com-ideias.jpg

 

Imagem no site