Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Aerdna no Mundo?

A definição da palavra "mundo", não é restrita. A minha preferida, engloba os vàrios conjuntos de realidades concretas e imaginadas. Aqui veremos o mundo pela escrita de Aerdna.

Aerdna no Mundo?

A definição da palavra "mundo", não é restrita. A minha preferida, engloba os vàrios conjuntos de realidades concretas e imaginadas. Aqui veremos o mundo pela escrita de Aerdna.

Sejam felizes, por favor...

Este mundo precisa tanto de gente feliz (mas, não cega!) para ver se contagiamos os infelizes. Principalmente é preciso contagiar os infelizes que se organizam para criar gente mais infeliz que eles mesmos!

 

Ensinem os vossos filhos a ser felizes, cobrem menos as regras de etiqueta e escutem-nos mais, o resto, eles fazem-no sozinhos!

 

Tenha fé! Acredite que até aquele colega rezingão pode mudar e ser feliz. Quem me conhece sabe que é verdade. Muitas vezes, a irritação nasce no esforço sobre-humano que se faz para se adaptar a situações que são opostas à nossa natureza, se ajudarmos a pessoa a encontrar o seu lugar natural, a irritação desaparece. Magia. Espalhem Magia, Empatia, Generosidade (que não é dar coisas, é essencialmente estar disposto a escutar e orientar), etc…

 

Isso também serve para reflectirmos no Mundo Actual, onde a maioria é forçada a situações que contrariam a natureza humana e nascem assim as depressões e a consequente violência contra tudo o exigir mais pressão (que é o caso das mudanças, que são sempre exigentes apesar de naturais e as pessoas lutam contra esse estado natural da vida com todas as suas forças, ou com as forças que lhe restam, apesar da inutilidade do esforço). Pensarmos num novo modelo de sociedade, seria produtivo para diminuirmos as ondas de violência a que assistimos. Um modelo de sociedade onde as pessoas se aceitem como são, porque isso é essencial para depois aceitar os outros.

Se eu achar que sou uma “puta” por usar uma saia acima do joelho, a tendência natural é achar que todas as mulheres que o fazem são “putas”, quando na realidade eu apenas estou a espelhar a minha insegurança e cego-me para ver o outro! Se eu me aceitar, não terei esse filtro na hora de "ver" o outro! Façamos uma revisão de "filtros". Reflictam-no!

 

Patrocinem mudanças, começando por vocês mesmos e tudo o resto se vais ajustar, a FELICIDADE APARECE, quando se limpa "o terreno"!

 

“A felicidade é uma escolha!”, não é apenas uma frase, trata-se da mais brutal realidade. Gente feliz também enfrenta problemas, apenas não os acha maiores que ela mesma e por isso disfruta de cada lição aprendida com as tentativas para os resolver. Gente feliz sente-se cheia a cada problema resolvido. Não é alívio, é conteúdo.

Revejam o conceito “felicidade” que têm, porque ser feliz não é rir a toda a hora, ser feliz não é ignorar a realidade, ser feliz não é ter dinheiro na conta para aquilo que não precisamos, … O conceito de felicidade que a maioria das pessoas recebe desde o primeiro choro, é que para ser feliz é preciso ser o melhor e depois não disfrutam do abraço que recebem depois da derrota, esse abraço que diz “não precisas de estar sozinho, eu ajudo-te a fazer melhor, juntos podemos”. E por essa cegueira, muitas vezes até esse abraço perdem e depois as vitórias solitárias não sabem ao que era suposto saber, não se aproximam sequer daquelas expectativas que nos criaram e surgem as doenças, as depressões, etc… Com um conceito de felicidade errado, ninguém tira proveito das vitórias e muito menos das derrotas.

 

Gente feliz vive e deixa viver!

 

SEJAM MUITO FELIZES e não apenas em Fevereiro, sejam felizes enquanto o vosso sopro de vida não se extinguir, depois logo se vê!

Sejam felizes em fevereiro.jpg

 Imagem freepik.com