Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Aerdna no Mundo?

A definição da palavra "mundo", não é restrita. A minha preferida, engloba os vàrios conjuntos de realidades concretas e imaginadas. Aqui veremos o mundo pela escrita de Aerdna.

Aerdna no Mundo?

A definição da palavra "mundo", não é restrita. A minha preferida, engloba os vàrios conjuntos de realidades concretas e imaginadas. Aqui veremos o mundo pela escrita de Aerdna.

Morre-se de FOME no Quénia...

Enquanto a Europa se entretém com os jogos de futebol e discute a sua liberdade, mete ao lixo toneladas de alimentos todos os dias.

 

A quantidade é tanta que já chamou a atenção do poder governativo e leis estão a ser implementadas para evitar esse desperdício, negócios estão a aparecer para dar novo uso ao descartado.

 

Enquanto lidamos com os nossos excessos, num qualquer ponto deste mesmo planeta morre-se de fome e das doenças derivadas da má nutrição.

 

A culpa é da seca, dizem! 

 

Se vivêssemos uns séculos atrás, teríamos de aceitar que a seca é uma fatalidade e rezaríamos pelas almas desafortunadas dos que padecem de fome. Mas, já não vivemos essa realidade.

A nossa realidade é que a NASA e outras agências do género têm meios prontos para implementar a agricultura em Marte. Porquê ir tão longe? Implementem a agricultura no Quénia, no meio da seca e salvem as pessoas.

 

Somos tão ridículos. 

 

Estala um conflito numa qualquer zona remota do planeta e em menos de 24h, preparam-se os aviões, os navios, os submarinos, as armas e os soldados para ir combater. Uma população fica sem acesso a água e comida e não existem aviões que carreguem as toneladas de alimentos que vão parar ao lixo e as levem para nutrir essas populações. Os soldados são mantidos nos quartéis em vez de irem ajudar na distribuição ordenada dos bens alimentícios nesses territórios até que a situação esteja normalizada.

 

Hoje em dia, não se morre de fome por uma fatalidade como a seca, hoje em dia morre-se de fome pela indiferença. Os meios técnicos de ajuda existem, o que não existe é vontade de ajudar e gente capaz de liderar tal operação. 

 

Que raio de Humanidade é esta, gente? 

 

Podem ler o texto noticioso aqui

Pág. 1/9