Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Aerdna no Mundo?

A definição da palavra "mundo", não é restrita. A minha preferida, engloba os vàrios conjuntos de realidades concretas e imaginadas. Aqui veremos o mundo pela escrita de Aerdna.

Aerdna no Mundo?

A definição da palavra "mundo", não é restrita. A minha preferida, engloba os vàrios conjuntos de realidades concretas e imaginadas. Aqui veremos o mundo pela escrita de Aerdna.

Conversa de pequeno-almoço : "Gui, hoje assinala-se o Dia da Mulher."

- Gui, hoje assinala-se o Dia da Mulher. Este dia é assinalado a 8 de Março, porque no séc. XIX, um grupo de mulheres norte-americanas, reivindicavam/pediam melhores condições para trabalhar, “coisas” como melhores horários, e em vez de as escutar a polícia agiu com violência sobre elas e a maioria acabou por morrer queimada num incêndio. Em homenagem a essas corajosas mulheres, todos os anos se assinala o dia 8, para lembrar as conquistas que as mulheres foram fazendo na luta pelos seus direitos. Direito ao respeito, direito ao trabalho, etc… Apesar de que nos dias que correm, estes dias são praticamente uma desculpa para consumir mais! Uma pena!

 

Fez algumas questões acerca do assunto e rematou:

 

-E quando é que se assinala o dia do Homem?

 

“Boa! Desembrulha mummy!”, foi o que me passou pela cabeça. Gaguejei, confesso.

 

- O dia do Homem é assinalado todos os dias, porque na evolução das sociedades, o “macho” foi sempre o privilegiado em direitos. Existiam diferenças sociais, mas os homens eram sempre vistos, erradamente, como superiores a todas as outras espécies, inclusive em relação às mulheres. Os homens assumiram os comandos das sociedades na parte pública enquanto as mulheres ficavam em casa a tomar conta das crianças, por isso para as mulheres foi mais complicado conquistar o respeito público para a sua condição e capacidades. A mulher teve e ainda tem de conquistar o direito ao trabalho, por exemplo. Por isso existiu a necessidade de apontar uma data, que relembra-se a todos que é preciso respeitar a mulher, assim como se assinala o dia da criança, pela sua fragilidade e incapacidade de sair sozinha publicamente a pedir respeito pelos seus direitos.

 

- Mas, o Homem é o mundo todo, é o conjunto de homens e mulheres?

 

- Referes-te a Homem/Humanidade? Estás a falar que não deveriam existir diferenças assinaladas entre todos os que moram neste planeta?

 

- O pai trabalha, tu trabalhas, a minha professora trabalha, o pai da Clé trabalha, … É igual?

 

- Tens razão, devia ser igual, mas ainda não é. Têm sido feitas lutas muito importantes nos últimos dois séculos para que os direitos sejam iguais para todos os que estejam nas mesmas circunstâncias, mas ainda não é assim. Existem locais no planeta onde as mulheres não são pagas pelo trabalho que fazem e isso é injusto. E existem lugares como aquele onde nós vivemos onde a igualdade de direitos e deveres é cada vez mais visível. Porque não se trata de sermos todos iguais, mas sim de todos serem respeitados da mesma forma, apesar das evidentes diferenças.

As principais diferenças que se apontam socialmente como desculpa para a falta de respeito entre semelhantes são o género (as mulheres), a raça (os negros), a preferência sexual (os meninos que gostam de meninos e as meninas que gostam de meninas), as diferenças económicas (os pobres), a religião (são muitas a que sofrem com falta de tolerância e depende da zona do planeta), etc… Neste sentido vão-se fazendo lutas, mais ou menos separadas, para que cada um destes grupos seja respeitado apenas pelo facto de estar vivo e ser livre. Uma dessas lutas é a que se assinala hoje: o direito da mulher ser respeitada da mesma forma que um homem o é nas diversas circunstâncias que formam a sociedade e a nossa vida.

 

Talvez tenha explicado demais mas, fica a esperança que algum dia, faça o click de compreensão e finalmente pense “Ah! Era disto que a minha mãe falava! Vou fazer a minha parte e respeitar os outros e, fazer os outros respeitarem-me”.

 

Entretanto, aproveito para desejar um FELIZ DIA DA MULHER A TODAS E TODOS os que lutam por uma coisa tão simples, como é o direito ao RESPEITO. SEJAM FELIZES!