Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Aerdna no Mundo?

A definição da palavra "mundo", não é restrita. A minha preferida, engloba os vàrios conjuntos de realidades concretas e imaginadas. Aqui veremos o mundo pela escrita de Aerdna.

Aerdna no Mundo?

A definição da palavra "mundo", não é restrita. A minha preferida, engloba os vàrios conjuntos de realidades concretas e imaginadas. Aqui veremos o mundo pela escrita de Aerdna.

O poder de uma secretária num Centro de Saúde

Aviso: Desabafo servido a quente! O que aqui vou relatar não é mais que um episódio recorrente na vida de um cidadão comum. 

 

Em Julho deste ano, dirigi-me ao centro de saúde da minha área de residência e pedi para marcar duas consultas: uma para mim e outra para o meu filho de 12 anos. Elas foram marcadas para o mês de setembro. Estamos a falar de 2 meses para aceder a uma simples consulta médica, mas nada que os serviços já não nos tenham habituado. Entretanto, uns dias depois ligaram-me para adiar a minha consulta um mês. Não tive escolha e aceitei o adiamento, apesar de estar sujeita a um tratamento crónico desde 2004 e precisar consultar o médico.

A consulta do meu filho decorreu sem problemas. A enfermeira seguiu o protocolo das consultas orientadas para a idade dele e o médico pediu os exames que achou necessários. A esta altura a nossa ficha de utente já tinha passo pela mão de pelo menos duas secretárias do serviço, da enfermeira e do médico.

Hoje dirigi-me ao serviço para deixar os exames do meu filho que me têm preocupada, porque apresentaram algumas alterações que podem justificar o cansaço e a falta de apetite, de que ele se queixa. O médico tinha-me instruído a deixar os exames com o meu contacto escrito no envelope, assim ele analisaria e depois diria o que fazer. Só que encontrei-me com a barreira da "secretária".

Incompetência.jpg

Quero ressaltar que o Centro de Saúde tinha um utente em espera e quatro secretárias na conversa, que dispersaram quando me aproximei do guichet.

Usando o seu "pequeno e absurdo poder" para despachar, abriu a ficha de utente e informou-me que não podia receber os exames, que o médico que ela representa pediu, porque nós supostamente não estamos registados naquele Centro de Saúde. Como?, perguntei.

Eu estou inscrita neste Centro de Saúde desde 2003, o meu filho é acompanhado por aquele médico desde que nasceu. Se isso não fosse suficiente, uma semana antes tínhamos estado aí e fomos atendidos com normalidade, sinal de que o nosso registo existe. Perante todos estes factos a senhora "secretária" não conseguiu fazer mais que repetir, uma e outra vez, que não podia fazer nada. Tive de perguntar "se por acaso era eu que tinha de lhe resolver o problema?", que claramente é da responsabilidade do secretariado daquele Centro. Empancou e não conseguiu deixar de repetir que "não podia fazer nada". Esta é a frase típica de quem não está interessado em fazer o seu trabalho, porque os que realmente prezam pelo seu posto, sempre encontram algo que pode ser feito, mesmo que seja passar "a bola" para um colega ou uma chefia.

Já um pouco enervada com a situação, expliquei-lhe que quem não podia fazer nada era eu, porque eu não tenho acesso ao sistema para andar a alterar e a corrigir fichas de utentes. Pedi-lhe que deixasse de repetir o problema, e me desse soluções. Recebi aquele olhar de perdida, seguida de uma voltinha de cabeça para as colegas a ver se alguma a ajudava, o que não ocorreu. Eu continuei à sua frente, esperando que ela percebesse que é função dela resolver o problema. 

Levantou-se para consultar alguém? Não. Pegou num telefone para consultar um superior e entender o que ocorreu? Não. Apresentou alguma instrução para que eu de alguma forma tentar resolver a questão? Não. Orientou-me na direcção da solução? Não.

Como secretária esta senhora está despreparada para cumprir o seu papel. Provavelmente habituada a esconder-se atrás de "problemas de sistema" que poucos contestam por estarem habituados, ela simplesmente não conseguiu desenvolver uma única acção positiva no atendimento que me prestou. E como ela não é caso único, o problema é grave.

Por causa de uma ficha que desapareceu por má manipulação de alguma secretária mal preparada, como ela, ou por alguma actualização do sistema com erros, o meu filho ficará à espera do que realmente interessa, que é a análise dos seus exames e possível tratamento em tempo útil.

Investe-se muito no pessoal técnico de saúde e isso é fantástico, mas é preciso preparar melhor estas pessoas que estão na primeira linha e que desde o alto do "pequeno poder" que acham que possuem, acabam por impedir o acesso aos cuidados de saúde que são um direito de todos os cidadãos. 

Eu pago impostos, assim como a maioria, e é com tristeza que vejo os principais pilares de qualidade de vida serem tão descuidados. É triste ver como tanto colaborador público mal preparado decide quem acede aos serviços, ou não. Não devia ser permitido tanto Poder sobre a nossa qualidade de vida, a alguém que claramente não aprendeu o básico para exercer a sua profissão.

Isto para não falar de como os nossos impostos aparecem sempre para salvar o sistema financeiro, mas não chega para investir no SNS, servindo de desculpa para a sua destruição e consequente favorecimento da saúde privada, que é injusta e só serve para dar lucro a uns poucos. Se duvidam da falta de qualidade nos serviços prestados pelos sistemas privados, observem o que ocorre quando um determinado tratamento é caro. No sistema privado investe-se mais em secretárias melhor preparadas, mas muito menos nos cuidados de saúde sem descriminação. É o outro lado escondido, das salas decoradas com primor. Mas isso será assunto para outro dia, quando me subir a indignação por pagar portagens de uma infra-estrutura construída com o dinheiro dos contribuintes, mas que gera lucro para um pequeno grupo privado. Etc...

Calendário

Outubro 2022

D S T Q Q S S
1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
3031

Mais sobre mim

foto do autor

Arquivo

  1. 2024
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2023
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2022
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2021
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2020
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2019
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2018
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2017
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2016
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2015
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2014
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub