Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Aerdna no Mundo?

A definição da palavra "mundo", não é restrita. A minha preferida, engloba os vàrios conjuntos de realidades concretas e imaginadas. Aqui veremos o mundo pela escrita de Aerdna.

Aerdna no Mundo?

A definição da palavra "mundo", não é restrita. A minha preferida, engloba os vàrios conjuntos de realidades concretas e imaginadas. Aqui veremos o mundo pela escrita de Aerdna.

De quem são os nossos filhos?

Em França, estão a decorrer campanhas de sensibilização contra a violência parental e tenho visto de tudo.

O que mais me choca são os pais que se acham donos dos filhos e por isso podem fazer com eles o que se lhes ocorre.

Vês uma cena mais violenta e tentas educadamente intervir, porque é preciso algum tacto porque a criança é que vai pagar depois e, ouves "é meu filho, faço o que quiser".

A sério?

As crianças são mercadoria? Quanto é o kilo? Vende-se à unidade ou o pack fica mais barato? Os pais transformaram-se em algum tipo de criminosos do submundo de abuso humano?

Não entendo!

Se me confiarem um carro, eu vou cuidar dele até o dono o poder vir buscar mas, não vou fazer com ele o que me der na real gana.

Se me confiarem dinheiro, vou tentar cuidar, mas não o vou gastar como quero.

Se me emprestarem um vestido, vou cuidà-lo e devolvê-lo sem fazer com ele trapos, porque não é meu.

E as crianças também não são propriedades, apenas estão sob o nosso cuidado, até que estejam preparadas para se cuidarem sozinhas.

Se não abusas dos objectos que outros adultos te confiam, não tens porque o fazer com o teu filho. Não tem sentido!

E nos dias que correm, não existem desculpas para a violência, porque todos sabemos que os pequenos aprendem dos exemplos que têm e não das surras que levam!