Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Aerdna no Mundo?

A definição da palavra "mundo", não é restrita. A minha preferida, engloba os vàrios conjuntos de realidades concretas e imaginadas. Aqui veremos o mundo pela escrita de Aerdna.

Aerdna no Mundo?

A definição da palavra "mundo", não é restrita. A minha preferida, engloba os vàrios conjuntos de realidades concretas e imaginadas. Aqui veremos o mundo pela escrita de Aerdna.

Nos supermercados...

Todos temos de comer e como já não somos uma sociedade produtora e sim consumidora, as visitas ao super repetem-se.

Nos dias que correm, esse acto já quase reflexo nas nossas vidas, passou a ser um stress tanto para clientes como para funcionários.

Esse é um sector que me toca e ao qual dediquei muitos anos de vida e não é um exagero usar a palavra vida, porque durante uma época eu passava mais tempo útil na loja do que em casa. Por essa razão, entendo os temores e fico atenta ao que se vai passando.

Alguns lugares estão a implementar medidas que me parecem adequadas para a época que vivemos e podem facilitar a vida de todos:

- Colocação de espaços para lavagem das mãos obrigatória, nas entradas dos supermercados.

- Pegar na ideia do Ikea e desenhar corredores de sentido único dentro dos supermercados, para evitar que as pessoas se cruzem e não respeitem as distâncias de segurança.

- Colocação de barreiras transparentes nos balcões e caixas, que evitam expor as pessoas do atendimento. Há locais que usam acrílicos, outros estão a usar películas.

- A colocação de luvas descartáveis, a mim, não me convence. Em primeiro lugar, gera um lixo imenso. Ademais, as pessoas tocarem nas diferentes superfícies com as luvas ou com as mãos, parece-me que resulta no mesmo. Eu tocar no apoio do carrinho com as minhas mãos e esfregar a cara é perigoso, se o fizer com as luvas parece-me que o resultado será o mesmo.

- Distribuição de álcool gel para os funcionários que estão em contacto com os produtos manipulados pelos clientes, por exemplo, caixas e repositores.

- Em alguns estabelecimentos, estão a colocar álcool gel perto de locais estratégicos, como por exemplo arcas ou bancas de legumes. O cliente deve desinfectar as mãos antes de abrir uma arca ou escolher os legumes. Com doseador, para evitar os chicos-espertos.

- A OMS está a indicar o uso generalizado da máscara em espaços públicos e isto parece-me mais produtivo, sempre e quando, se explique a forma correcta de as usar e sejam laváveis.

Como disse antes, a humanidade não precisa continuar a produzir lixo que não seja inevitável. Geramos espaços imensos de porcaria, que os bichos usam para se alimentar e depois, no caminho da cadeia alimentar nos servirão de alimento junto com os "vírus" que eles desenvolveram (teoria da conspiração!).

Estas são algumas das mudanças que tenho observado e lido. Partilho para quem for útil.

Cuidem-se.

 

1 comentário

Comentar post